Login do usuário

Esqueceu sua senha?
Recuperar senha
Não se cadastrou?
Cadastre-se já!

Quem está online

No momento há 1 usuário e 7 visitantes online.

Usuários online

  • Clóvis arruda

Buscar

A verdade sobre o Grupo 4819

A AAFC - Associação dos Aposentados da Fundação CESP, por ter sido citada na matéria sob o título em epígrafe, divulgada pelo Instituto ADECON, vem a público esclarecer que o empenho em defesa dos beneficiários da Lei 4819/58 perante a Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo e da CTEEP datam, inicialmente, de 2002/2003, com a Ação Principal na Vara Trabalhista, passando pela Ação da Integralidade, dos Acordos Coletivos de Trabalho, das Viúvas Pós-reforma da Previdência, e pela Ação principal na Justiça Comum já a nível do STF – Supremo Tribunal Federal, entre outras, inclusive algumas já exitosas como a mais recente que habilita os beneficiários da Lei 4819 a votarem na eleição que está em andamento no presente momento.

Todas essas peças judiciais só foram impetradas após exaustivas negociações no âmbito administrativo que não lograram êxito tanto na Fazenda do Estado quanto na CTEEP e na própria VIVEST.
 
Portanto, não há como usurpar da AAFC o mérito inegável do esforço incansável visando a regularização dos complementados da 4819 na VIVEST! Parafraseando a ADECON “A grande defesa dos 4819, sem dúvida, são as ações judiciais”, desenvolvidas pelo Escritório Innocenti Advogados Associados em defesa desse grupo de associados da AAFC.
 
A AAFC informa, ainda, que sobre a questão pontual do início do ano citada na matéria em referência a "mudança do Estatuto que seria proposta pela VIVEST" é fato que nunca houve uma proposta oficial, sequer uma minuta, da VIVEST sobre esse tema.
 
A AAFC, com o intuito de colaborar com as entidades do "PACTO" que sugeriram o espaço na sua Sede, na Av. Angélica, para que se discutisse esse assunto, com a nossa participação, porém, em base a uma minuta primária, obtida de maneira não republicana, a revelia da governança da VIVEST que, sabidamente, nunca foi oficializada pela VIVEST que, ao contrário, sempre foi negada, como documento oficial, por aquela entidade. 
 
Ainda, sobre o destaque da matéria em questão, com o qual concordamos plenamente, de que "não foi nenhum dos representantes que a AAFC apoia que nos informou sobre a apresentação de proposta de mudança do Estatuto que seria feita pela VIVEST" corresponde a mais cristalina verdade: 
 
 A AAFC jamais se utilizaria de meios ilícitos para se apropriar e, muito menos, divulgar publicamente, documento obtido por meios irregulares que contrariassem a governança da VIVEST.
 
A AAFC orgulha-se da sua luta pelos direitos dos aposentados e pensionistas complementados beneficiários da Lei 4819, bem como dos suplementados e ratifica seu empenho em prol dos seus 17.200 associados.
 
Unidos Somos Mais Fortes!
 
Francisco Campizzi Busico
Presidente da AAFC