Login do usuário

Esqueceu sua senha?
Recuperar senha
Não se cadastrou?
Cadastre-se já!

Quem está online

No momento há 0 usuários e 1 visitante online.

Buscar

Vivest anuncia rentabilidade de 1,37% em abril e acumula 7,18% no ano

A Vivest fechou abril com rentabilidade nominal de 1,37%, diante da meta atuarial de 2,63% do mês, acumulando no ano alta de 7,18% – um resultado bem superior à média de 2,49% registrada em estudo divulgado pela consultoria Aditus, que acompanha o resultado de 119 entidades de previdência complementar fechada do país.
 
"Mesmo com uma rentabilidade nominal bastante diferenciada no acumulado do ano, mais uma vez não atingimos a meta atuarial, que é atrelada ao IGP-DI e chegou, no período, a 10,5%”, comenta o o diretor de Investimentos da Vivest, Jorge Simino Junior.
 
Resultados Vivest em Abril de 2021
 
No mês de abril, o destaque ficou por conta dos investimentos em renda variável, que tiveram um desempenho positivo de 3,85%, diante da alta de 1,94% da Bolsa de Valores brasileira. Já os investimentos no exterior tiveram alta de 1,73%, mesmo com a variação cambial negativa de -3,40%. “O resultado positivo das bolsas no exterior acabou compensando a queda do dólar no mês”, comenta Simino.
 
“Em abril, todos os títulos públicos federais atrelados à inflação tiveram rentabilidade nominal positiva, o que também teve reflexos nos nossos resultados”, explica.
 
Resultados por subplanos 
 
As performances dos três subplanos ficaram próximas no período.  BSPS, BD e CV tiveram rentabilidades de 1,41%, 1,23% e 1,29%, respectivamente.
 
“Em 1º de abril, venceram cerca de R$ 10,1 bilhões em títulos NTN-Cs, que deixaram de fazer parte das carteiras de todos os planos. Em função disso, há um aumento natural de descasamento entre ativo e passivo, por um lado, e, por outro, o desafio de reinvestir esse montante, que representa 28% do total de investimentos da Vivest”, diz Simino.
 
Planos CD
 
Os planos de Contribuição Definida (CD) da  Vivest tiveram, em abril, rentabilidade média, ponderada pelo tamanho do patrimônio, de 0,80%. Dessa maneira, no acumulado do ano, registram alta de 0,60%.  
 
CD II Enel - Já o plano CD II da Enel, cujo patrimônio chegou a R$ 3,3 bilhões em razão da migração de recursos do PSAP/Eletropaulo, registrou rentabilidade de 1,42% em abril. No acumulado do ano, teve retorno de 8,90%. Diferentemente dos outros planos CDs, o CD II da Enel possui NTN-Cs, que são atrelados ao IGP-DI, em sua carteira, além de ações da Vale, dois ativos que vieram do processo de migração.
 
É importante lembrar que o valor acumulado do patrimônio também reflete no retorno dos investimentos realizados: quanto maior o patrimônio de um fundo, maior a possibilidade de diversificação dos investimentos. Em razão dessa diferença de valor de patrimônio do CD II da Enel em relação aos outros planos CD, que têm patrimônio médio de R$ 3 milhões, divulgamos a rentabilidade do CD II da Enel separadamente.
 
Os resultados aqui apresentados são consolidados e podem variar de acordo com cada plano. Seguindo a política de total transparência com os participantes, a Vivest disponibiliza em seu portal a rentabilidade mensal do plano de cada patrocinadora.
 
Para acompanhar a rentabilidade do seu plano, acesse aqui a área de previdência no portal.