Login do usuário

Esqueceu sua senha?
Recuperar senha
Não se cadastrou?
Cadastre-se já!

Quem está online

No momento há 0 usuários e 2 visitantes online.

Buscar

Prova de vida do INSS, suspensa até 30 de setembro, poderá ser por meio de selfie para 300 mil beneficiários

Prova de vida presencial continua
No momento, a prova de vida presencial está suspensa em razão da pandemia. Porém, mesmo com a implantação do procedimento digital, o INSS assegura que a comprovação poderá continuar sendo feita nas agências bancárias para os segurados sem acesso a internet ou smartphone. Mas somente a partir de outubro, se não houver nova prorrogação.
 
A fim de evitar fraudes e, ao mesmo tempo, auxiliar os beneficiários a não saírem de suas casas, o INSS divulgou que iniciará no dia 20 de agosto o projeto pilto para implantação da prova de vida via celular, por meio de biometria facial. Cerca de 300 mil beneficiários participarão da primeira etapa, em todo o País. Se os resultados forem positivos, espera-se que o serviço esteja disponível para todos os segurados ainda neste ano.
 
Os primeiros contatos com os segurados serão realizados nos próximos dias pelo INSS, por meio de mensagens enviadas pelo portal ou do aplicativo Meu INSS, da central telefônica 135 e do e-mail APENAS PARA OS BENEFICIÁRIOS SELECIONADOS. Aqueles que conseguirem efetivar o processo não precisarão comparecer à agência bancária para fazer a comprovação neste ano. 
 
Atenção aos golpes!
O número que enviará o SMS é o 280-41. Por isso, é importante ficar atento. Qualquer mensagem sobre prova de vida que não tenha esse número deve ser desconsiderada, pois não foi enviada pelo INSS.
 
Caso o cidadão que tenha sido notificado tenha alguma dúvida, ele poderá ligar para a central 135 — o telefone oficial do INSS — para ter mais informações.
 
Veja como será a prova de vida digital
- A prova de vida digital será feita por reconhecimento facial, com o uso da câmara do celular do cidadão, por meio do aplicativo Meu INSS e do aplicativo do governo digital (Meu gov.br), que vai indicar se, de fato, trata-se da pessoa cujo CPF foi informado no cadastramento do INSS.
 
- Como se trata de um projeto-piloto, o ícone para a prova de vida digital estará disponível no aplicativo do Meu INSS apenas para os beneficiários selecionados e não para todos. Dessa forma, quem receber contato do INSS para participar do projeto terá acesso exclusivo ao serviço.
 
- O reconhecimento facial será feito por meio de:
 
1) prova de vivacidade
 
O cidadão é orientado pelo aplicativo Meu gov.br a centralizar o rosto, virar o rosto para a direita, fechar os olhos, sorrir, virar novamente o rosto e fazer a captura da biometria por meio de foto. Seguindo esses passos, é possível confirmar que o cidadão está vivo.
 
2) prova de identidade
 
Caso a biometria do cidadão a ser validada seja do TSE, será necessário informar o número do título de eleitor. Caso a biometria seja do Denatran, será necessário informar a data de emissão da Carteira Nacional de Habilitação (CNH).
 
Após essas duas etapas, o aplicativo indicará se aquela é de fato a pessoa do CPF informado no cadastramento.