Login do usuário

Esqueceu sua senha?
Recuperar senha
Não se cadastrou?
Cadastre-se já!

Quem está online

No momento há 1 usuário e 12 visitantes online.

Usuários online

  • Maisa

Buscar

Santos: aprovada lei que autoriza transporte a hospitais particulares pelo Samu

Pacientes que possuem planos de saúde agora poderão ser transportados a hospitais particulares pelo Samu. A lei municipal que torna essa ação uma regra, foi sancionada no dia 25/03/2019.
 
Antes da lei aprovada, as ambulâncias do Samu encaminhavam os pacientes em atendimento de emergências para Unidades de Pronto Atendimento Públicas (UPAs). E em muitas oportunidades, os pacientes precisavam entrar com pedido formal de transferência, para locais que atendem ao seus planos de saúde. Este procedimento tomava tempo de serviço de mais uma ambulância, além de uma equipe de saúde de plantão para o acompanhamento. Com a regra atual, o deslocamento será feito direto ao hospital particular, se necessário, eliminando etapas de transporte e gasto com recursos humanos em outras demandas.
 
A lei 3.523/19 foi sancionada pela prefeito Paulo Alexandre Barbosa, que afirmou que a medida ajudará com a superlotação das unidades de urgência e emergência, que além de atender os moradores de Santos, recebe pacientes de outras cidades.
 
O secretário de Saúde, Fábio Ferraz, destacou que, atualmente, a frota do Samu é composta por 16 ambulâncias e 180 profissionais, realizando cerca de 4 mil atendimentos por mês. A proposta do vereador Adilson Junior foi aprovada em unanimidade na Câmara.
 
 
Bases do Samu
Em Santos, o Samu possui nove bases, de onde as ambulâncias saem para realizar atendimentos aos pacientes que acionam o serviço pelo telefone 192: Rádio Clube (Praça Jerônimo La Terza s/nº), Nova Cintra (Av. Santista, 1.308), Caruara (Rua Andrade Soares s/nº), São Manoel (Praça Nicolau Geraigire s/nº), Encruzilhada (Rua Barão de Paranapiacaba, 241), Hospital de Pequeno Porte (Av. Cláudio Luiz da Costa, 280), Castelinho (Praça Andrade Soares, 14,Vila Nova), Bombeiros na Ponta da Praia (Rua Prof. Olavo de Paula Borges, 37) e Complexo Hospitalar da Zona Noroeste (R. Agamenon Magalhães s/nº).
 
Quando chamar o Samu?
O serviço é gratuito para todas as pessoas, e pode ser solicitado de qualquer endereço, pelo telefone: 192. Mas a prioridade de atendimento sempre será para os casos abaixo:
  • Problemas cardiorrespiratórios
  • Situações de intoxicação (produtos químicos, veneno, medicação)
  • Queimaduras graves
  • Afogamentos (em conjunto com o Corpo de Bombeiros – 193)
  • Na ocorrência de maus-tratos (em conjunto com a Polícia Militar – 190)
  • Trabalhos de parto com risco de morte da mãe e do feto
  • Crises hipertensivas
  • Acidentes/trauma com vítimas (em conjunto com Bombeiros – 193)
  • Tentativa de suicídio (em conjunto com PM – 190 ou Bombeiros – 193)
  • Surtos psiquiátricos (em alguns casos, em conjunto com PM – 190)
  • Violência sexual/ agressão (em conjunto com PM – 190)
  • Choque elétrico (em conjunto com Bombeiros – 193)
  • Acidentes com produtos perigosos (com Bombeiros – 193)
 
Orientações extras
Em caso de acidentes com traumas, o procedimento é chamar o Samu imediatamente e não interferir no socorro à vitima por conta própria. Deve-se deixar a pessoa da forma que foi encontrada.
 
É preciso manter a calma para passar os dados ou pedir para alguém mais próximo, em condições equilibradas, para transmitir as informações.
Não passar trotes.
 
Regional: 
Santos